LEGENDAS GRÁTIS? - José Henrique Lamensdorf - translation - tradução

Busca/Search
Go to content

Main menu:

LEGENDAS GRÁTIS?

PORTUGUÊS > UM BLOG? > ARTIGOS


É PRECISO PAGAR A UM TRADUTOR
PARA LEGENDAR VÍDEOS?



Numa época em que proliferam mecanismos de tradução automática online de textos, gratuita, o vídeo impõe uma barreira aparentemente intransponível. A luta por baixar custos automatizando o trabalho humano para aqui. Vejamos os obstáculos a uma tradução automática de vídeos para legendagem.

Existem programas de computador para reconhecimento de voz, na verdade de reconhecimento da fala humana. Eles permitem que uma pessoa fale, e o computador converte essa fala em texto. Alguns tradutores, geralmente depois de algum problema físico que lhes dificultou a digitação, passaram a usá-lo. Todos afirmaram que levaram meses até configurar o programa de modo a reconhecer a sua pronúncia e entonação pessoal, enquanto também aprendiam uma forma de falar que aumentasse a taxa de acerto do programa. Num filme qualquer há uma infinidade de atores, portanto o programa precisaria identificar a voz de cada um, e ser ajustado à fala dele. Além disso há música, efeitos sonoros, e uma série de coisas que tornariam o acerto da transcrição automatizada mais trabalhoso do que uma pessoa fazê-lo diretamente. Então automatizar a passagem da trilha sonora do vídeo para um texto escrito é inviável; isso precisa ser feito manualmente.

Em seguida, há a tradução. Tendo o script, seja ele o original ou uma transcrição feita como acabamos de ver, poderia ser viável a tradução automática. Seria mesmo? Os diálogos na maioria dos filmes são coloquiais, e os bancos de dados que impulsionam os programas de tradução automática foram todos baseados em texto escrito. Quem conhece esses programas logo perceberá que a maior parte do script ficara intacta, sem tradução. Além disso, ainda que a tradução fosse viável, a legendagem prima pela concisão. O objetivo é minimizar a leitura, para o espectador que depende das legendas ter mais tempo para ver as imagens, a ação, ou mesmo a expressão com que cada ator diz aquilo que na tradução aparece friamente escrito sobre a tela. A tradução automática seria da frase integral.

Depois há a quebra do texto em legendas. Não parece, mas o bom tradutor de legendas se preocupa com o ritmo do filme e procura, quando possível, colocar um pedaço inteiro de uma ideia numa mesma tela. Nenhum computador tem condições de fazer isso. Um prenúncio do dia em que máquinas serão capazes de fazer esse trabalho será quando os processadores de texto, além de verificarem gramática e ortografia puderem verificar também a coerência das ideias expressas num texto.

Finalmente há a marcação das legendas, ou seja, quando cada uma delas aparece na tela, e quando sai de cena. De fato, até certo ponto seria possível automatizar isso, contudo fazê-lo só teria função se o restante do processo fosse automatizado, e já vimos que isso não é viável.

A conclusão que espero ter deixado evidente é que o trabalho de tradução para legendagem é e continuará sendo humano, por mais ferramentas que se criem para auxiliá-lo com o computador.

Todavia esse trabalho humano de legendagem, como qualquer outro trabalho humano, existe numa grande variedade de níveis. Quem ganha dinheiro com o vídeo legendado (emissora, distribuidor, produtora) certamente busca a melhor relação custo/benefício, porém às vezes acaba abrindo mão de parte do benefício para não ter de enfrentar o custo.

O resultado é algumas barbeiragens tradutórias que acabam chegando às telas dos televisores e cinemas. Há gente que as coleciona, e até que chega a enviar cartas iradas para as emissoras. Não adianta nada; elas dirão que transmitem o que recebem. Alguns escrevem para as distribuidoras que, no máximo poderão dizer que o custo da boa tradução tornaria o preço proibitivo, que haveria menos filmes disponíveis, blá, blá, blá. Na minha opinião, o que poderia resolver seria anotar os anúncios que passam nos intervalos, e escrever aos patrocinadores, pois é de lá que vem o dinheiro. Quem conseguir convencer os patrocinadores de que eles têm o direito de exigir contratualmente uma legendagem decente, estará de fato contribuindo para a melhoria da qualidade da legendagem. Afinal de contas, um espectador monoglota, ao não conseguir entender o filme, irá acabar mudando de canal, deixando de assistir aos comerciais que o patrocinador pagou tão caro para veicular nos intervalos daquele filme.

Contudo, apesar de a tradução automática para legendagem ser impossível ou inviável, existe a opção gratuita: os fansubs. Há milhões de legendas para os mais variados filmes, seriados e idiomas disponíveis gratuitamente na web. Ocorre que estas legendas são feitas por amadores autênticos, os fansubbers. Alguns o fazem por devoção a um ou outro filme ou seriado, outros tentando adquirir experiência para entrar no mercado da tradução para legendagem. O primeiro grupo o faz apenas em busca de uma justificativa, para si mesmos, ao gastarem tanto tempo para assistir milimetricamente os filmes que adoram. O segundo grupo nunca chegará lá: como poderão chegar ao nível profissional se ninguém lhes controla nem exige qualidade?

Para ilustrar, segue abaixo um exemplo extraído do 3º episódio da 6ª temporada do seriado "Bones", intitulado "The Maggots in the Meathead", comparando algumas falas originais, a respectiva tradução de um fansubber e a tradução por um profissional de legendagem, seguidas dos meus comentários.


ORIGINAL

FANSUBBER

PROFISSIONAL

MEUS COMENTÁRIOS

Is it me, or are we louder stateside?

Sou eu, ou estamos no mais alto nível?

Sou eu, ou fazemos mais barulho fora de casa?

Da Wikipedia: Stateside - a slang term for the United States, usually used concerning an American currently outside the country.
De episódios anteriores, ou do final deste mesmo, é possível entender que o casal se conheceu e teve relações no Afeganistão, durante a guerra. O "mais alto nível" aqui não tem sentido algum, fica como mero chute.

There are no bombs to drown us out.

Nem uma bomba poderia nos parar agora.

Aqui não tem bombardeio para abafar.

Nesse momento, a "atividade" já terminou, o casal está conversando. A ideia é que no Afeganistão, o bombardeio serviria para abafar quaisquer gritos de prazer, ao passo que de volta aos EUA são mais comedidos, para não perturbar os vizinhos. Como fica óbvio logo em seguida, a cena ocorre às 3 horas da madrugada.

At 7:00? That’s only a few hours away.

Às 07h? É só a algumas horas de distância daqui.

Às 7:00? Só faltam poucas horas.

A moça é avisada que foi convidada para tomar o café da manhã na Casa Branca, às 7 horas. Ninguém sabe onde estão, mas também ninguém falou em distância.

Well, the sand and the salty air would make research...

A areia e o sal no ar tornariam a pesquisa...

Bem, a areia e a maresia tornariam a pesquisa...

Se temos o termo "maresia", por que não usam? "Sal no ar" parece que vai levar a alguma análise - bem possível nesse seriado - que não é o caso. Não se fala mais nisso.

Could the acceleration be the result of something chemical or radiological?

A aceleração poderia ser resultado de alguma substância química ou radioativa?

A aceleração pode ser decorrente de algo químico ou radioativo?

Ninguém falou em "substância".

What’s going on with the maggots? They’re, like, freaky happy.

O que houve com essas larvas? Elas parecem felizes.

E o que acontece com as larvas? Parecem estar comemorando.

As larvas estão saltando bem alto. Em primeiro lugar, há a diferença no tempo verbal. "Houve?" Em segundo, não se trata de desenho animado. Como uma larva pode parecer "feliz"?

Can I squash him, or does Hodgins have to interrogate him?

Posso esmagá-la, ou o Hodgins vai interrogá-la.

Posso esmagar, ou o Hodgins vai interrogá-la?

Detalhe mínimo: faltou o ponto de interrogação. Mas para o espectador, faz toda a diferença.

I’m gonna go get a cup of coffee.

Vou pegar um copo de café.

Vou tomar um café.

Tradução literal. Soa "falsa" para um brasileiro. Quem fala assim?

Born September 25, 1986. 6’2”, 195 pounds.

Nascido em 25 de setembro de 1986. 26 anos. 88Kg.

Nascido em 25/09/1986. 1,87 m de altura, 89 kg.

Erraram na conta. O episódio foi exibido no Brasil em maio de 2011, quando ele ainda tinha somente 24 anos. Faltou um dado importante para o enredo, a altura, por desconhecimento do sistema de medidas, 6 pés e 2 polegadas era a altura dele. A data exige concisão.

We better do it quickly.

E é melhor fazermos isso rápido.

É melhor ir rápido.

Tradução literal. Também deixa passar uma chance de usar texto mais conciso, o que em legendas é sempre importante, para o especador poder ver mais das imagens.

Okay, okay, everybody move. Or just freeze.

Certo. Certo. Todo mundo, saiam. Ou só... Só congelem.

OK, todos se afastem. Ou fiquem parados.

De novo, legenda longa demais. E "congelem" num laboratório poderia levar alguém a usar um jato de CO2, o que não faria sentido.

We’ll screen for amphetamines, ecstasy, cocaine.

Vamos testar para anfetaminas, êxtase, cocaína...

Vamos fazer exames para anfetaminas,
ecstasy, cocaína.

É só ler os jornais. No Brasil a droga é conhecida como "ecstasy" mesmo.

He had only four percent body fat.

Só tinha 4% de gordura no corpo.

Só tinha 4% de gordura corporal.

Terminologia incorreta. São cientistas falando.

This dude was shredded.

Ele foi deixado em farrapos.

Ele foi retalhado.

Idem.

They gather at the Jersey shore.

Eles de reúnem na Costa Jersey.

Eles se reúnem nas praias de New Jersey.

Parece que "Costa Jersey" é o nome de algum (outro) lugar.

The victim’s mother fingered Little Frankie. “Li’l.” Li’l Frankie. Like Li’l Red Riding Hood, Li’l Abner, Li’l Jon.

Bom, a mãe da vítima indicou o Nanico Frankie. Pequeno. Pequeno Frankie. Como Pequeno Red Riding Hood, Pequeno Abner, Pequeno John...

A mãe da vítima apontou para o Little Frankie. Little Frankie, Pequeno Frankie. Como o Pequeno Polegar, o Pequeno Príncipe.

"Pequeno Red Riding Hood"??? Se o espectador conta com as legendas, é certeza de que não sabe que se trata de Chapeuzinho Vermelho em inglês. Por outro lado, Li'l Abner é publicado no Brasil sem tradução no título. É demais para o espectador pensar e continuar assistindo.

We should be at the Jersey shore, okay?

Deveríamos estar na Costa Jersey.

Precisamos ir à praia em New Jersey, OK?

De novo a tal Costa Jersey. E se "deveriam estar", o melhor a fazer é irem para lá, sem deixar o espectador fazendo conjecturas.

I can compare the field experience with the documentary series.

Posso comparar a experiência a campo com os episódios do documentário.

Vou poder comparar a vida real com a série de documentários.

Seria "experiência EM campo", mas ficaria fora de contexto. Por que não aproveitar para esclarecer para o espectador?

Okay. See you in a bit.

Certo. Te vejo daqui a pouco.

OK. Até já!

Literal. Oportunidade perdida para ser conciso.

I also found a sliver of concrete embedded in the skull wound.

Também encontrei uma lasca de concreto entalhada no ferimento do crânio.

Também encontrei uma lasca de concreto
encravada no ferimento no crânio.

Entalhada? Um tipo de escultura? Ainda que fosse "entalada", seria estranho.

Well, cat’s out of the bag now.

Bom, agora sim eles saíram do armário.

Bem, agora não é mais novidade.

Saíram do armário? Não há nada no enredo que indique que alguém fosse gay enrustido. Apenas todos ficaram sabendo que a vítima havia morrido.

My shrink thought I should get out of the forensic anthropology business.

Meu psiquiatra achou que eu deveria sair do negócio de antropologia forense.

O psiquiatra acha que eu deveria sair do ramo da antropologia forense.

Erro comum. Não é exatamente um "negócio", certo?

For the victim to have taken a swan dive onto the pavement, he would have had to do it twice.

O que significa que se a vítima deu um mergulho de cisne na calçada, ele teria que fazer isso duas vezes.

Quer dizer que se a vítima bateu de cabeça no chão precisaria tê-lo feito duas vezes.

Raramente a tradução literal de expressões figurativas funciona. O espectador teria de parar para pensar no cisne.

What did Hodgins say about the concrete sample? It’s called minute-crete.

O que o Hodgins falou sobre a amostra de concreto? É chamado de armado.

O que o Hodgins disse sobre a amostra de concreto? É concreto de cura rápida.

Alguém viu "reinforced concrete" (concreto armado) aqui?

And it’s not a match to the sample taken from the shore house.

Não é compatível com a amostra pega na casa Shore.

Não combina com a amostra tirada da casa na praia.

Parece que estão querendo confirmar "Costa Jersey" (Jersey shore) como o nome de algum lugar. Mesmo se fosse essa a intenção, frustraria esse propósito.

We should do a search for any weapons that could be made of minute-crete.

Deveríamos procurar por quaisquer armas que possam ser feitas de concreto armado.

Precisamos procurar por quaisquer armas
que possam ser feitas de concreto rápido.

Uma "arma" feita de concreto armado teria de ser algo como uma viga. Esta série aqui é "Bones", nào "O Incrível Hulk".

You don’t know how good you got it.

Você não sabe o quão bem você está.

Você não sabe como está melhor agora.

Isso é português correto, bem redigido?

So his mother says you guys were doing steroids.

A mãe dele nos disse que vocês estavam fabricando esteróides.

A mãe dele me contou que vocês curtiam esteróides.

A indústria farmacêutica ganhou concorrentes? Ninguém falou em "making steroids".

The weapon appears to have a curved edge.

A arma parece ter um ângulo arredondado.

A arma parece ter uma borda curva.

É uma geometria nova. Ângulo arredondado?

I just don’t want you to jump into anything too soon.

Só não quero que você se jogue em nada cedo demais.

Só não quero que você se precipite.

Concisão. Se o português tem a palavra exata, por que não usar?

I wouldn’t be acting like a bouncer right now.

Eu não me fingiria de segurança agora.

Eu não assumiria o papel de segurança nesta hora.

Ele não precisa fingir, ele é o segurança da casa. Acting não é só no teatro que se faz.

(You know what I’m sayin’?)
No, I don’t know. Spell it out for me.

Não, não estou entendendo.
Por que não soletra pra mim?

Entende o que eu digo?
Não, não entendo. Me explique melhor.

Soletrar em português não irá ajudar a entender o que o sujeito disse mais claramente.

I don’t like walking around looking over my shoulder, huh?

Não gosto de andar por aí olhando sobre o ombro.

Eu não gosto de ter de andar olhando sempre para trás.

Sobre o ombro de quem? Desta forma, é preciso parar para pensar o que essa legenda quis dizer.

You know, if I were you, I’d plead roid rage.

Sabe, se eu fosse você, eu não bancaria o bombado nervosinho.

Sabe, se eu fosse você, alegaria surto por esteróides.

Exatamente o contrário.

This plastic sliver is curved, just like the minute-crete was.

Esse pedaço de plástico é curvo, assim como a estrutura de concreto era.

Esta lasca de plástico é curva, como era o concreto rápido.

Estrutura de concreto? Voltamos para o "O Incrível Hulk"?

I totally suck.

Sou uma fracasso total.

Eu sou um desastre.

Uma fracasso? Quem diz isso é homem, mas mesmo se fosse mulher...

He even teared up a couple of times.

Até chorou duas vezes.

Chegou a chorar umas vezes.

Tem certeza de que não foram 3 ou 4?

The squints could’ve gotten it wrong.

Olhe, seus squints podem ter calculado errado.

Nossos amigos não poderiam ter errado.

O que são "squints"? Seria o pessoal que aperta os olhos no microscópio, mas isso é irrelevante aqui. Só porque não conseguiu entender o que achou no dicionário não é motivo para fazer o espectador ir procurar saber.

... the decomposition rate speeds up as the body thaws.

... a velocidade da decomposição aumenta enquanto o corpo derrete.

... a velocidade de decomposição aumenta à medida que o corpo descongela.

Derrete? Vai ficar líquido? Isso seria de um episídio de CSI, ou do filme "O Incrível Homem que Derreteu". Aqui, trata-se de Bones.

All he was doing was looking for a good time up at the Jersey shore.

Tudo que ele estava fazendo era procurar diversão na costa de Nova Jersey.

Tudo o que ele queria era se divertir nas praias de New Jersey.

Já bem no final, explicam o que era a "Costa Jersey".

Yeah, she travels light. I used to travel light.

Ela viaja com poucas malas. Eu viajava com poucas malas.

Ela leva pouca bagagem. Eu já fui assim.

Duas malas gigantes? Daquelas que os carregadores de aeroporto vêem e vão rápido tomar um café?


Agora quem queria pagar pouco ou nada por uma tradução de vídeo para legendas tem uma amostra do que provavelmente iria obter.



Clique aqui para ver a lista de artigos no site.

 
Back to content | Back to main menu